Feeds:
Posts
Comentários

Archive for outubro \22\UTC 2012

Por *Christian Barbosa

O vírus do empreendedorismo está no ar! Nunca na minha vida ouvi tanta gente falando que quer abrir um negócio próprio. Porém questões como a falta de capital para investir em algo, entre outras, limitam as pessoas a buscarem seu sonho. Acho que vale discutir alguns pontos importantes sobre empreender:

1 – Empreender não é para todos – Não tem nada de errado em ser funcionário. Muito pelo contrário. A maior parte dos empreendedores quebra no primeiro ano, pois simplesmente não tem o perfil. Ser funcionário tem certa estabilidade, benefícios e um volume menor de preocupações. Empreender não é fácil, é preciso ter paciência, persistência e gostar de adrenalina, pois o começo é bem difícil. Se o seu emprego te traz realização, estabilidade financeira e bem estar, repense bem antes de querer empreender.

2 – Dinheiro para começar – A maior parte das empresas de serviço requerem um investimento mínimo de capital inicial e permitem crescer aos poucos. Por outro lado, franquias, empresas de varejo, indústrias, etc exigem um volume de capital maior para começar. Avaliar o capital necessário é o primeiro passo para saber se dá ou não para entrar de cabeça. Se a verba é muito curta, tome cuidado, pois os negócios não crescem do dia para a noite e a maior parte deles fecha por problemas de fluxo de caixa. Dinheiro faz dinheiro, não importa se é muito ou pouco, o importante é saber usar nas coisas certas.

3 – Como achar o MEU NEGÓCIO? – Não existe uma fórmula para achar o negócio certo, mas se você ainda não sabe o que fazer é preciso ligar as antenas. Primeiro identifique claramente o que gosta de fazer e o que não gosta. Isso ajuda a ter maior clareza e a focar apenas no que realmente te dá prazer. Feito isso, comece a priorizar as coisas que gosta e comece a investigar o mercado dessas coisas. Tem clientes para comprar ou é apenas um hobby pessoal? Quais os concorrentes? O que eu posso inovar para me diferenciar? Qual o custo de início? É um mercado em crescimento?

Para achar um bom negócio precisa caçá-lo literalmente. Vá a feiras, assista cursos, invista em revistas sobre negócios, faça viagens, seja curioso. O mercado está cheio de oportunidades, mas precisa literalmente caçá-las. Quando você menos esperar vem aquele estalo. (mais…)

Anúncios

Read Full Post »

Por *Eduardo Ferraz

Assim como nunca é tarde para investir na carreira, nunca é cedo demais para formar um bom profissional, já que é nos primeiros anos de vida que se define em grande parte a chance de prosperidade intelectual e emocional de um indivíduo.

A Neurociência Comportamental indica que, de 0 a 8 anos de idade, as crianças recebem e processam informações que serão vitais para o desenvolvimento, o aprendizado e também para a formação da personalidade. Padrões de pensamentos, comportamentos, valores, princípios, motivadores e mapas mentais são lentamente construídos nessa fase. As crianças que não desenvolvem suas principais habilidades pessoais nos primeiros anos de vida terão mais dificuldades em assimilar essas capacidades na vida adulta. Resumindo, a maneira como criarmos nossos filhos terá grande influência no estilo de profissionais que eles se tornarão.

Na adolescência, devemos nos aperfeiçoar nas matérias escolares que mais gostamos. Se seu filho é bom em português, incentive-o a aprender mais sobre esta disciplina. Se ele odeia matemática, convença-o a tirar nota para não ser reprovado. Dificilmente você ou qualquer professor conseguirá transformá-lo em uma fera dos cálculos.

Nesta fase, outra escolha importante e que será fundamental para a vida profissional é qual faculdade cursar. O que deveria valer é a vocação da pessoa. Estudar e fazer o que se gosta, na área em que é mais habilidoso, mesmo que num primeiro momento não garanta muito dinheiro, no futuro será onde o profissional se sairá melhor e será bem sucedido. (mais…)

Read Full Post »

Os dias mais quentes do ano se aproximam e com eles vêm também as novas tendências de moda praia.

A cada ano as saídas de praia se reinvetam e apresentam-se cada vez mais estilosas, modernas, bonitas, coloridas e sensuais, já que para a categoria feminina são indispensáveis para compor o look do verão.

No verão, os decotes estarão em alta nas saídas, afinal as peças já possuem o seu poder de sedução por sí só, pois geralmente são produzidas com tecidos suaves e leves, esbanjando transparência, caíndo e modelando o corpo que tem por baixo apenas o biquini, o suquini, o maiô…

Porém, as que preferem os mais básicos, comportados e menos coloridos também encontrarão no mercado os mais variados modelos que agradarão todos os gostos.

E, como não podia ficar de fora, a renda também vem com força total, exibindo delicadeza e romantismo. Além das estampas florais, das listras e de animais (zebra, onça), e até o grafismo, enfim todas ocuparam o seu lugar.

Os comprimentos vai do gosto de cada um, entre os longos e/ou na altura do joelho.

Agora é escolher as suas preferências, vestir-se de sensualidade e exibir seu bom gosto nos dias de sol, muita praia, ar fresco e pouca roupa…

Read Full Post »